Circuito pela Cordilheira Huayhuash

Uma das melhores trilhas da Cordilheira dos Andes.

Percorrer uma das dez trilhas mais bonitas do mundo; caminhar trilhas nas montanhas acima de 4000 metros entre os enormes  picos glaciais de 6000 metros que compõem essa cadeia montanhosa de trinta quilômetros; acampar nas margens de lagoas multicoloridas e ao lado de rios cristalinos; admirar a flora e fauna nativas dessa região Andina; visitar o acampamento base da montanha Siulá Grande, onde a história épica de Joe Simpson se desenrolou e que mais tarde foi contada no livro e no filme “Tocando o vazio”, e tudo acompanhado por uma equipe formada por pessoas da região e com muita experiência.

Duração da viagem: 18 dias / 17 noites.

Lugares a visitar

  • A Cordilheira Branca
  • A Cordilheira Huayhuash, o cicruito completo

A viagem inclui:

  • Todos os transfers nas cidades
  • 6 noites de hotel, 1 noite numa pousada rural e 10 noites de acampamento
  • Toda as refeições durante os dias do trekking e na cidade, conforme indicado no itinerário.
  • Bilhetes de ônibus (Lima – Huaraz – Lima) com uma agência de primeira classe
  • Transporte para os pontos de partida e retorno dos tours
  • 2 passeios de aclimatação ao redor da cidade de Huaraz
  • Guia de Trekking
  • Cozinheiro de acampamento
  • Arrieiro
  • Animais de carga (burros e / ou cavalos)
  • Cavalo de emergência
  • Equipamento de campismo para uso coletivo
  • Bilhetes de entrada para os lugares turísticos
  • Kit de primeiros socorros
  • Logística geral para a viagem

A viagem não inclui:

  • Refeições não mencionados acima
  • Seguro de viagem e médico
  • Vistos e vacinas

Aclimatação

Como você pode ver no itinerário, a viagem inclui dois dias de caminhadas de aclimatação nas proximidades de Huaraz, porque o tour ocorre em regiões acima de 3000 metros.

Hotéis

Os hotéis que dispomos para este tour são: Hotel BayView em Lima e Hotel El Tumi em Huaraz ou outros com as mesmas características.

Lista de equipamentos

  • Uma mochila com capacidade de 60 ou 70 litros (pode ser um saco ou outra bolsa similar de tamanho comparável)
  • Uma mochila pequena
  • Um saco de dormir (recomendamos que seja leve, sintético ou pena de ganso, compressível e quente a temperaturas que possam cair abaixo de 12 ° C.)
  • Um casaco de pena ou sintético
  • Três pares de calças de trekking (calças de algodão, como jeans, não são recomendáveis porque não secam quando se molham)
    Dois a quatro pares de meias de lã
  • Camisetas, camisas de manga longa, chapéu de sol e gorro de lã
  • Uma capa de chuva leve ou poncho de chuva e um par de calças de chuva
  • Um bom par de botas de trekking em bom estado
  • Um par de sapatos leves (chinelos ou sandálias)
  • Uma navalha
  • Uma lanterna frontal e baterias (pelo menos 2 conjuntos de reposição)
  • Óculos de sol (MUITO IMPORTANTE)
  • Um tubo de protetor solar e protetor labial (MUITO IMPORTANTE)
  • Medicamentos pessoais
  • Itens pessoais e de higiene
  • Um par de calças de lã
  • Um par de polainas
  • Um par de luvas

Opcional

  • Bastões de trekking
  • Colchão inflável
  • Câmera
  • Livro, caderno e caneta

Clima

A temporada de trekking na Cordilheira Blanca e Huayhuash se estende de abril a setembro. Embora tecnicamente seja inverno no hemisfério sul, também é a estação seca com muito pouca chuva nesses meses, pois estamos próximos do equador. Na estação seca, o clima é muito estável; podemos esperar apenas alguns dias com precipitação por semana. A temperatura média nas montanhas acima de 4000 metros, de abril a setembro, está entre 10 e 14 ° C. À noite, a temperatura pode cair abaixo de zero.

Esta viagem é apropriada para mim?

Quem deseja fazer esta viagem deve estar preparado para viver com o básico, como: dormir em um saco de dormir e em barracas, sem acesso a chuveiros, capacidade de se adaptar à altura; Sobre tudo, esteja em boa forma física e desfrute de boa saúde. Para pessoas com problemas de saúde que possam afetar sua capacidade de realizar a caminhada, é recomendável que discutam isso com o médico.

Dia 1: Chegada em Lima

Traslado do aeroporto  ao hotel.
Reunião no hotel com o grupo, palavras de boas-vindas de um representante do Go2Andes e informações sobre o tour.

Refeições: nenhuma

Dia 2: Lima – Huaraz

No horário indicado, traslado do hotel  ao terminal rodoviário. Viaje de Lima a Huaraz por volta das 9h30; À tarde, por volta das 5h30, chegada à cidade de Huaraz 3100m e traslado ao hotel escolhido.

Refeições: café da manhã | almoço

Dia 3: Lagoa Wilkacocha

Na hora indicada após o café da manhã, traslado para a aldeia de Santa Cruz 3400m, onde chegamos depois de 50 minutos de carro; a partir deste ponto, caminhamos cerca de 1,5 horas até a pequena lagoa Wilkacocha, deste ponto você tem uma vista privilegiada da maioria das montanhas da Cordilheira Branca. Depois de descansar retornamos pela mesma trilha para a cidade de Huaraz, onde estamos por volta das 14h30. Tarde livre.

Refeições: café da manhã | almoço

Dia 4: Passo Portachuelo e o Vale Llanganuco

Aproximadamente às 8:00 da manhã, após o café da manhã nós dirigimos para o norte da cidade pela vale do  Callejón de Huaylas até a cidade de Yungay, e depois para o leste, subindo o vale do Llanganuco, para chegar ao passo Portachuelo (4760m) onde chegamos após uma viagem de cerca de três horas e meia . Este é um mirante desde onde você pode admirar as montanhas: Huascarán, Chopicalqui, Huandoy, Chacraraju, Pisco etc. Após uma pausa, começamos a descida paraa  Lagoa Llanganuco 3900m, onde chegamos após 1,5 horas de caminhada; caminhamos nas margens da lagoa e depois perto do rio entre as árvores daquela parte da cordilheira; Depois de mais duas horas, pegamos o veículo de volta à cidade de Huaraz, onde retornamos por volta das 17h00.

Refeições: café da manhã | almoço

Dia 5: Huaraz – Floresta de rochas de Hatun Machay – Llámac

No horário indicado após o café da manhã, pegamos o veículo e nos dirigimos para o sul da cidade de Huaraz, seguindo as margens do rio Santa por cerca de duas horas até Hatun Machay, que pode ser traduzida como “Grande Caverna”. Localizada a  4200m, onde encontramos uma grande caverna em cujo interior há pinturas rupestres e ao redor dela centenas de rochas com figuras de diferentes tipos de animais, entre as quais: o gorila, o sajino, a águia e o caracol, para citar alguns. Depois de visitar este lugar, continuamos nossa jornada até a aldeia de Llamac, no trajeto teremos a oportunidade de visitar a Lagoa Conococha e o mirante de Mojón. Chegamos a Llamac depois de 4,5 horas amais. Em Llamac, passaremos a noite em uma pousada local.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 6: Llámac – Cuartelwain – Passo Qaqanan  – Mitucocha

Depois do café da manhã, pegamos uma van que nos levará em cerca de 50 minutos a Cuartelwain 4150 m. Deste ponto, iniciaremos a caminhada em direção a Qaqanan 4700m, uma caminhada de cerca de três horas nos levará ao primeiro passo. Este passo marca a divisão entre os lados leste e oeste da cordilheira Huayhuash. Duas horas mais de caminhada em descida nos levam ao nosso acampamento ao lado do rio Janca, perto da lagoa Mitucocha (4250m) e abaixo dos picos, Hirishanca e Rondoy.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 7: Mitucocha – Passo Carhuac – Carhuacocha

Depois do café da manhã, pegamos a trilha que sobe em direção ao passo Carhuac  (4650m), chegando lá em cerca de duas horas e meia. Deste lugar temos uma vista panorâmica das montanhas Yerupaja Chico, Yerupaja e Siulá Grande. Em seguida, descemos por cerca de duas horas até a margem do lago Carhuacocha (4150m), onde montamos nosso acampamento.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 8: Carhuacocha – Passo Siula – Huayhuash

Hoje começamos muito cedo com o passo Siula como nosso destino. Começamos caminhando ao longo da margen da lagoa Carhuacocha e depois visitamos as Três lagoas (Qanrajancacocha, Siulacocha e Quesillacocha) acima delas os picos, Hirishanca Chico, Yerupaja e Siula. Chegar ao passe leva cerca de quatro horas, e aqui somos recompensados com uma vista impressionante da maioria dos picos importantes do lado Oriental da Cordilheira Huayhuash, especialmentea montanha Siula Grande. Continuamos caminhando por mais três horas para finalmente chegar a Huayhuash onde montamos nosso acampamento.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 9: Huayhuash – Passo Portachuelo – Viconga

No horário concordado, após o café da manhã, seguimos em direção ao passo Portachuelo (4750m); uma caminhada de duas horas nos leva lá. O passo marca a divisão entre as Cordilheira Huayhuash e Raura e a partir daqui temos uma boa vista da Cordilheira Raura. Depois, descemos por pequenas terrenos úmidos até a lagoa Viconga, no trajeto podemos ver lhamas e alpacas. Passamos pela lagoa e acampamos em Viconga (4400m). A descida do passo leva cerca de duas horas. Há uma pequena piscina termal a quinze minutos do acampamento, onde é possibel tomar banho.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 10: Viconga – Passo Cuyoc  – Guanacpatay

Hoje passamos ao ponto mais alto de nossa caminhada, Cuyoc (5000m). O passo está situado entre os picos Cuyoc e Pumarinri; chegaremos lá depois de três horas de caminhada. Deste mirante temos uma vista de muitos dos picos da Cordilheira Raura e das montanhas Cuyoc e Puscaturpa na Cordilheira Huayhuash. Do passo descemos ao vale Guanacpatay por cerca de uma hora e meia para chegar ao nosso próximo acampamento a 4500 metros.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 11: Guanacpatay – Mirante San Antonio – Cutatambo

Hoje começamos com o mirante San Antonio (5000m) como nosso destino. Levará cerca de duas horas e meia de caminhada para chegar lá. O mirante San Antonio é um lugar único desde onde temos uma vista magnífica das montanhas Carnicero, Jurao, Siula Grande e Yerupaja; também temos vistas das lagoas Jurao e Siula Cocha. Fazemos uma pausa, e depois descemos por dois horas mais até o vale de Cutatambo (4250m), onde faremos nosso acampamento.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 12: Cutatambo, visita ao glaciar Siula Grande

Hoje, visitamos o glaciar e o acampamento base da montanha Siula Grande. Teremos a oportunidade de ver Siula Grande de perto. A montanha é lendária graças ao livro de Joe Simpson e ao filme posterior, “Tocando o vazio”. São cerca de duas horas e meia de caminhada para chegar perto da geleira e as margens da lagoa Sarapocha. Depois retornaremos ao acampamento pela mesma trilha que fomos.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 13: Cutatambo – Huayllapa

Hoje, caminhamos até Huayllapa (3500m). Esta é a única aldeia que visitamos durante o trekking na Cordilheira Huayhuash. É cerca de quatro horas caminnando do nosso último acampamento.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 14: Huayllapa – Passo Tapush – Qashpapampa

Após o café da manhã em Huayllapa, começaremos nossa jornada com o passo Tapush (4850) como nosso destino. O passo é alcançado em cerca de quatro horas de caminhada. Daqui podemos ver uma parte da Cordilheira Branca (a montanha Tuco). Desceremos em direção a Qashpapampa (4600m), localizado abaixo da montanha Diablo Mudo. O acampamento fica a uma hora e meia caminhando do passo.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 15: Qashpapampa – Passo Yahucha – Jahuacocha

No horário concordado, partimos com direção para o passo Yahucha 4750m, tomamos uma trilha ascendente onde chegamos após 2,5 horas; do passo temos uma das vistas mais impressionantes da parte ocidental da Cordilheira Huayhuash, entre as montanhas que vemos estão: Ninashanca, Hirishanca, Yerupaja Chico, Yerupaja e Rasac. Depois de descansar e tirar as fotos, descemos pelo vale de Huacrish até a lagoa Jahuacocha 4070m, onde chegamos após 2,5 horas. Nosso acampamento será instalado nas margens da lagoa Jahuacocha, com vista das montanhas Ninashanca e Hirishanca.

Refeições: café da manhã | almoço | jantar

Dia 16: Jahuacocha – Passo Pampa Llamac – Llamac – Huaraz

No horário concorado começaremos nosso último dia de trekking. Nosso objetivo será o passo Llamac Pampa  (4300m), lugar onde chegaremos depois de duas horas e meia de caminhada. Do passo veremos pela última vez perto os picos da Cordilheira Huayhuash. Depois desceremos por duas horas até a aldeia de Llamac, onde faremos a refeição da celebração com um prato tradicional andino. Após o almoço, pegaremos o van que nos levará de volta a Huaraz. Ao chegar em Huaraz, para o hotel.

Refeições: café da manhã | almoço

Dia 17: Huaraz – Lima

No horário indicado, traslado para o terminal rodoviário. Às 11:00 pegaremos o ônibus para a cidade de Lima. Chegada em Lima por volta das 19:00 Em Lima, traslado do terminal rodoviário para o hotel.

Refeições: café da manhã | almoço

Dia 18: Lima – lugar de origem ou outro tour

No horário indicado traslado para o aeroporto ou ao terminal rodoviário.

Refeições: café da manhã